Estoque de sangue chega a nível crítico e Hemoba pede que baianos agendem coleta de sangue

Com pandemia do novo coronavírus, a Fundação Hemoba registrou uma redução significativa no volume de doações de sangue em toda a Bahia, de modo que o estoque está em nível crítico para praticamente todos os tipos sanguíneos, a exemplo do A-, B+, O- e O +. No Brasil, o estoque de sangue é classificado em três índices: estável quando há uma quantidade de hemocomponentes que atende a demanda de oito a dez dias. Alerta quando o número é suficiente para quatro a sete dias, e crítico, quando há apenas a quantidade para atender no máximo três dias.

O diretor geral da fundação, Fernando Araújo, fala sobre a importância de não deixar de doar neste momento: “a demanda de sangue não para. Mesmo diante da pandemia, procedimentos de emergência continuam e muitas pessoas no estado precisam do tratamento com hemocomponentes para sobreviver. Nossa equipe está trabalhando com a busca ativa de doadores e agendamento de doações para organizar os voluntários e evitar a aglomeração de pessoas. É importante que as pessoas que possam doar sangue, agendem a sua doação e venham direto para o hemocentro, evitando circular em muitos ambientes e voltem imediatamente para casa”, alerta o diretor.

Para incentivar o público a doar, além de todas as medidas necessárias para de para aumentar a segurança dos doadores e funcionários da Hemoba, evitando aglomerações e higienizando com mais frequência os locais. Além disso, foi disponibilizado o atendimento de forma agendada. Os interessados em doar sangue com hora marcada, podem preencher o formulário disponível no site da Hemoba (www.hemoba.ba.gov.br), através do endereço: http://bit.ly/doacaoagendada, enviar um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou entrar em contato pelo telefone: 71 3116-5643.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *